Rodrigo Sant’anna

Fotos: Sérgio Carvalho

Fotos: Sérgio Carvalho

Versátil, carismático e de talento incontestável, Rodrigo Sant’anna é desses atores que encantam à primeira vista. Com habilidade ímpar em dar leveza aos seus personagens, pode ser comparado ao Rei Midas, no caso dele, os personagens não viram ouro, mas sim os queridinhos do Brasil.

Talentoso, não demorou muito para o ator atrair a atenção dos produtores da Rede Globo. Na ocasião estava com a peça Os Suburbanos em cartaz, no Rio de Janeiro. O seu primeiro papel global foi no seriado A Diarista, com Cláudia Rodrigues. Mas foi na Turma do Didi, protagonizado por Renato Aragão, que Rodrigo se destacou como humorista e fez parte do elenco fixo do programa, onde ficou por quatro anos. Após aceitar o convite do diretor Maurício Scherman, em 2010, passou a integrar o elenco do humorístico Zorra Total. Hoje protagoniza um dos quadros de maior sucesso do programa, interpretando a personagem transexual Valéria Vasques, onde contracena com Thalita Carauta, amiga antiga dos tempos em que iniciou no teatro.

O caminho para chegar ao sucesso não foi fácil. Obrigado a dividir o tempo entre as aulas de teatro e o então emprego de operador de telemarketing, Rodrigo teve que aprender a administrar as dificuldades que apareciam. Trabalhar muito e ganhar pouco fizeram parte da sua trajetória para chegar ao sucesso, mas a dedicação e o comprometimento sempre superaram os obstáculos.

Valéria

O mercado humorístico no Brasil cresceu e tem muita gente boa, o que possibilita o surgimento de novas formas de humor. Rodrigo está sempre em movimento e antenado com as novidades, esse comprometimento com a profissão o coloca como um dos principais humoristas do país. Para ele, as novidades são sempre bem-vindas e o passado é importante, mas não se pode viver de saudosismo. “Temos muitas coisas boas e ruins como em qualquer lugar, acho uma bobagem o saudosismo e que venha o novo”. Seus ídolos? Miguel Falabella e o saudoso Chico Anysio.

Em todos os lugares por onde passa, Rodrigo é reconhecido e, inevitavelmente, escuta: ‘Ai como eu estou bandida’, bordão consagrado pela personagem Valéria.

CARREIRA

O humor sempre esteve presente na vida do ator. Mesmo tímido, percebeu que tinha talento quando pessoas da família e os amigos riam espontaneamente de suas piadas. Decidido a seguir a carreira artística precisou percorrer o longo caminho que a profissão exige. Começou então o trajeto para a profissionalização, a formação na Casa de Artes Laranjeiras (CAL).

A peça Os Suburbanos foi o grande divisor em sua carreira. Ali teve o seu talento reconhecido e as coisas passaram a acontecer. O espetáculo fez tanto sucesso que ficou em cartaz por cinco anos.

Comprometido com a profissão, Rodrigo sempre dá o seu melhor para os personagens que interpreta, para ele, essa é a melhor forma de mostrar o carinho e o respeito que tem pelo público.

Tímido, o ator ainda encontra dificuldades para lidar com o assédio dos fãs que ao encontrá-lo em lugares públicos param para cumprimentar e tirar fotos, mas enfatiza que o assédio não o impede de ir a todos os lugares que tem vontade e procura não colocar o sucesso à frente da sua essência. “Procuro agir com sinceridade e sem afetação atendendo, na medida do possível, a todos que param para conversar comigo. O fã percebe que a timidez não é uma fuga e sim o meu jeito”.

Alguns humoristas, com o passar do tempo, fazem a transição dos programas de humor para a dramaturgia, como foi o caso de Fabiana Karla e Katiucia Canoro, que já atuaram em novelas e seriados. Rodrigo diz que para ele o mais importante é trabalhar. “Eu me vejo sempre trabalhando. Se for em novela, que ótimo. Se em um programa de humor, que ótimo também.”, conta. Sobre os projetos futuros ele reponde: “Trabalhar, trabalhar e trabalhar”.

PERSONAGENS

3

Para a criação de seus personagens, Rodrigo está sempre atento pelos lugares onde anda. “É na vida, no dia a dia, observando as pessoas que surgem as ideias de novas criações. O Brasil está cheio de pessoas com características e manias diversificadas”, conta.

No programa Turma do Didi, Rodrigo interpretava Dodô, o malandro que procurava sempre se dar bem. Talentoso, ao lado de Renato Aragão, fazia a diferença no programa.

No humorístico Zorra Total, vários personagens fizeram sucesso. Admilson – um malandro carioca – foi o seu primeiro personagem no programa. Ao lado de Lady Kate, a dupla encantava o público.

Os personagens Adelaide e Jurandir – pedintes do Metrô Zorra Brasil – também tiveram a aprovação do público e os bordões: ‘curicença’ e ‘me dá um centarroooo’ foram repetidos pelos brasileiros. Adelaide, apesar de mendiga, possui um tablet, por onde conversa com seu marido Jurandir.

Mas foi com a personagem exótica Valéria Vasques que o boom do sucesso aconteceu. O personagem de cabelos vermelhos, maquiagem exagerada, roupas curtas com cores vibrantes e pouca – bem pouca – paciência caiu na graça do povo brasileiro e quando a personagem aparece no metrô a audiência é garantida. O bordão: “Ai como eu tô bandida” é repetido em todo o Brasil e por diferentes faixas etárias.

Valéria é a personagem de maior sucesso de Rodrigo, mas, junto com a Janete, já era velha conhecida no teatro. Elas integravam o elenco da peça Os Suburbanos e o bordão original era: “Ai como eu tô piranha”!. A expressão era muito forte para ser usado na telinha e foi adaptado para o atual: “Ai como eu tô bandida!”.

Sempre que lhe perguntam se esperava o grande sucesso de Valéria e se isso o preocupa sempre que vai lançar um novo personagem, responde. “A intenção é que o personagem seja sempre bem aceito. Mas não tem como medir o tamanho do sucesso e nem a proporção que os bordões alcançam, mas fico feliz com o carinho do público”, diz se referindo ao bordão que caiu na boca no povo.

Quando pergunto qual é o seu personagem preferido, ele responde: “O próximo”. Para Rodrigo, o novo personagem é sempre o mais importante, pois é preciso conquistar o público.

Por Ana Maria de Jesus

Anúncios
Esse post foi publicado em Matéria e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s