Autismo

Autismo-fita3Por Ana Maria de Jesus

O autismo é um distúrbio de início precoce e curso crônico com impacto variável em áreas múltiplas do desenvolvimento. É caracterizado por prejuízos causado na interação e na comunicação social, com restrita gama de interesses, padrões de comportamentos repetitivos, estereotipados e maneirismos. O autismo não é uma doença e sim um distúrbio de desenvolvimento complexo.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), estima-se que haja mais de 70 milhões de pessoas autistas no mundo. No Brasil, esse número chega perto dos 2 milhões. Segundo uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, de cada 100 crianças nascidas uma possui o distúrbio.

Para Patrícia Hilar, especialista em neuropsicologia e coordenadora do setor de diagnóstico da Clínica Aprendizagem e Companhia, as dificuldades na interação social podem se manifestar através de atitudes como isolamento ou comportamento social impróprio, pobre contato visual, dificuldade em participar de atividades em grupo, indiferença afetiva, demonstração inapropriada de afeto e falta de empatia social ou emocional.

Patrícia faz um alerta aos pais e diz que é muito importante que o distúrbio seja diagnosticado o quanto antes para que o início do tratamento também seja rápido. “A idade média para a detecção do quadro é próximo aos três anos, embora o diagnóstico já possa ser bem estabelecido por volta dos 18 meses de idade”, alerta.

Para diagnosticar o distúrbio são utilizados os critérios descritos no Manual Estatístico e Diagnóstico da Associação Americana de Psiquiatria, o DSM-IV. A avaliação requer uma equipe multidisciplinar e o uso de escalas objetivas. “Técnicas estruturadas existem e devem ser utilizadas para avaliação tanto do comportamento social das crianças – atenção conjunta, contato visual, expressão facial de afeto – quanto da sua capacidade de imitação. Uma das escalas de avaliação mais usada é a Childhood Austim Rating Scale (CARS), que consiste em uma entrevista estruturada de 15 itens, podendo ser aplicada entre 30 e 45 minutos, com os pais ou responsáveis de uma criança autista maior de 2 anos de idade. A cada um dos 15 itens, aplica-se uma escala de sete pontos, o que permite classificar formas leves, moderadas ou severas de autismo”, explica a coordenadora.

Comunicação

De acordo com a fonoaudióloga Talita Oliveira, da Clínica Aprendizagem e Companhia, as dificuldades na comunicação ocorrem em graus variados, tanto na habilidade verbal de compartilhar informações quanto na não verbal. Algumas crianças não desenvolvem habilidades de comunicação, outras possuem uma linguagem imatura, caracterizada por jargões, reversões de pronome, prosódia anormal e entonação monótona. “Os que têm capacidade expressiva adequada podem ter inabilidade em iniciar ou manter uma conservação apropriada. Os déficits de linguagem e de comunicação persistem na vida adulta e uma proporção significativa de autistas permanece não verbal”, explica a profissional.

Aqueles que adquirem habilidades verbais podem demonstrar alguns déficits, tais como falta de reciprocidade, dificuldades em compreender sutilezas de linguagem, piadas ou sarcasmo, bem como problemas para interpretar linguagem corporal e expressões faciais.

Característica

Os padrões repetitivos e estereotipados de comportamento característicos do autismo incluem resistência a mudanças, insistência em determinadas rotinas, apego excessivo a objetos e fascínio com o movimento de peças como rodas ou hélices. Embora algumas crianças pareçam brincar, elas se preocupam mais em alinhar ou manusear os brinquedos do que em usá-los para sua finalidade simbólica. “Estereotipias motoras e verbais, tais como se balançar, bater palmas repetitivamente, andar em círculos ou repetir determinadas palavras, frases ou canções são também manifestações freqüentes em autistas”, esclarece Ângela Mathylde Soares, psicopedagoga e psicanalista da clínica.

No adulto autista, há uma melhora na adaptação para mudanças, mas os interesses restritos persistem e aqueles com habilidades cognitivas tendem a concentrar seus interesses em tópicos limitados, como horários de trens/aviões, mapas ou fatos históricos que dominam suas vidas.

Esse post foi publicado em Matéria e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s