Viagem

route66_fmt

Por Leidinara Batista

Quem nunca se imaginou em cima de uma moto, numa estrada deserta, com aquela deliciosa sensação de vento no rosto e liberdade? Essas são algumas das muitas fantasias que atraem apaixonados por motos a fazer a famosa Rota 66, nos Estados Unidos.

Estradas repletas de curvas, algumas retas intermináveis, desertos, montanhas e o Velho Oeste. Aventura em duas rodas. Mas não numa moto comum, e sim numa Harley-Davidson.

Conhecida como a “Mother Road”, a estrada vai de Chicago a Los Angeles, cortando os estados norte-americanos de Illinois, Missouri, Kansas, Oklahoma, Texas, Novo México, Arizona e Califórnia. Quase quatro mil quilômetros de extensão, mais do que a distância entre Porto Alegre (RS) e Teresina (PI).  Um percurso para ser percorrido sem pressa, levando de 15 a 20 dias em média. Os motociclistas vão avançando na estrada e parando em cidades para pernoitar. Além das belezas naturais do oeste americano, ainda é possível conferir as atrações turísticas presentes nas cidades visitadas, como, por exemplo, o primeiro McDonald’s, em San Bernadino, que hoje funciona como um museu do restaurante.

Outras paradas muito apreciadas e esperadas são o Grand Canyon e Las Vegas. Mas é a parada em Calico, que desperta a curiosidade dos viajantes, afinal quem nunca teve vontade de conhecer uma cidade fantasma? Calico é uma antiga cidade mineradora do Velho Oeste, que surgiu em 1881, durante a gigantesca corrida da prata na Califórnia. No final do século XIX, quando a prata passou a não ser mais valorizada, a cidade perdeu a sua população. Algumas décadas depois a cidade foi comprada por um fazendeiro que restaurou as primeiras construções, dando-lhe o ar de Velho Oeste, tão apreciado pelos aventureiros.

Para se jogar nessa aventura, o viajante desembolsa em média U$ 6 mil. Já para o seu acompanhante custa um pouco mais barato, em torno de U$ 2 mil. No valor, geralmente já estão inclusos hospedagem em hotéis, aluguel da moto e o combustível. O turista sai do Brasil direto para a cidade, onde terá início o passeio. O trajeto é apenas de ida. Os mais aventureiros podem realizar o percurso individualmente. Mas, para quem prefere companhia, algumas agências trabalham com grupos e ao final disponibilizam um álbum em formato de revista com todas as fotos de sua aventura e também um DVD.

A moto é escolhida na hora de inicia o passeio. “O piloto escolhe a moto no dia de retirada e a entrega é feita no último dia do roteiro. Trocar de moto pode ficar caro e não vale a pena. Ela só é trocada caso ocorra algum problema técnico no percurso”, explica o consultor de viagens Erik Cabral, que há anos se dedica ao turismo de luxo e conta que esse é um dos passeios mais vendidos. Outro detalhe importante é que a idade mínima do piloto é de 21 anos e é necessário ter uma carteira de habilitação internacional para moto, emitida pelo DETRAN.

ROTA 66 – A história

No verão de 1926, nascia a famosa estrada norte-americana, que tinha o objetivo de interligar o país e trazer progresso para a região oeste. Foi uma das primeiras dos Estados Unidos totalmente pavimentadas. A Rota 66, além de servir para escoar a produção rural do interior do país, serviu também como caminho para milhares de pessoas que escapavam de lugares inóspitos e frios do norte do país e queriam tentar uma vida melhor na Califórnia. O sinônimo mundial de Liberdade só veio trinta anos depois. Nas décadas de 50 e 60, dirigir sem destino por ela era bem mais do que um passatempo turístico: significava rejeitar o ambiente conservador da costa leste para se aventurar na ensolarada e liberal Califórnia. A Route 66 (nome em inglês) representava uma mobilidade sem precedentes, que tornava livre qualquer pessoa que soubesse pilotar uma moto.

A ironia é que o mesmo ideal de mobilidade incentivou a decadência da rota. Por volta de 1970, quase todos os segmentos da via original receberam desvios para uma moderna rodovia de quatro pistas. Mas ainda existem muitos locais preservados, graças às associações históricas de cada estado, e a via original ainda é a preferida pela maioria dos veículos de duas e quatro rodas que fazem esse trajeto. A Rota 66 foi e continua sendo um marco na História. Simboliza um período importante do desenvolvimento da maior nação do mundo.

Esse post foi publicado em Matéria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s