Dieta

Bastante badalada entre as beldades brasileiras, a dieta ortomolecular tem atraído cada vez mais adeptos. Mas esta, como qualquer outra dieta, necessita de força de vontade e cuidados. A restrição de alguns alimentos pode comprometer o bem-estar de outras partes do corpo, como deixar as unhas enfraquecidas, cabelos opacos, pele flácida e até mesmo afetar a saúde.

Para que esses problemas não ocorram, o acompanhamento de um profissional é essencial. De acordo com a médica Rosângela Maria da Silva Cordeiro, gerente de Nutrição/Especialista em Nutrição Oncológica e Experimental do Hospital Adventista Silvestre, no Rio de Janeiro, a Nutrição Ortomolecular tem o objetivo de proporcionar equilíbrio a todas as células do corpo, ordenando os nutrientes adequados a funcionarem de forma eficiente.

Para a médica Silvana Leal, o ponto alto da dieta é fazer várias refeições ao dia em porções pequenas de alimentos que sejam o mais saudável possível. Não existe um período determinado para fazer a dieta, em geral, como se considera mudança no comportamento alimentar, o tempo de duração é longo, e pode ser por toda a vida, com alguns ajustes conforme as necessidades das pessoas nas diferentes fases da vida. “Ingerir cereais integrais, legumes, frutas, peixes, verduras, aves, entre outros. E diminuir o consumo de carne vermelha, frituras, carboidratos simples e doces”, ensina Silvana.

Na maioria das vezes a simples reeducação alimentar não é suficiente, pois nem sempre o paciente consegue absorver todos os nutrientes dos alimentos. “Nesses casos, usamos outras fontes na forma de suplementos nutricionais em cápsulas, pastilhas, shakes e outras farmacêuticas”, esclarece Silvana.

Rosangela alerta que é preciso que um profissional analise as características individuais, as condições adquiridas que predispõem a pessoa às doenças, os elementos endógenos ou exógenos que afetam seu bem-estar. Em termos práticos, ele levará em consideração a carga genética, o biotipo, os hábitos alimentares, o estilo de vida, os sintomas manifestados pelo indivíduo, além do resultado de exames especializados. Dentre tais exames, o Mineralograma tem sido utilizado como um instrumento de identificação da presença/ausência de minerais e metais no organismo. Se for necessário, o médico prescreverá minerais e vitaminas.

Esse post foi publicado em beleza e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s