Cabelos lisos, sedosos e saudáveis

Por Ana Maria de Jesus

Os cabelos sempre foram uma das grandes preocupações do universo feminino. O sonho de tê-los lisos, sedosos e brilhantes acompanha grande parte das mulheres. Mas é preciso ficar atenta para que surpresas desagradáveis não apareçam. Alguns cuidados devem ser analisados para que o sonho do cabelo liso, lindo e saudável não se transforme no pesadelo de fios arrebentados, opacos e, ainda, o risco da queda de cabelos. A revista Belleza Total entrevistou Rodrigo Toledo, hairstylist e diretor do Loox Coiffeur, que fornece dicas importantes para se conseguir um bom resultado pós-químicas.

O primeiro passo é escolher um profissional competente, evitando, assim, que as suas amadas madeixas corram perigo. Somente um profissional saberá indicar o produto ideal para cada tipo de cabelo e se não surgirá alergia. “Hoje, as opções e possibilidades de resultados são muitas. Para quem tem cabelos crespos e deseja resultado de cachos e menos volume, eu recomendo hidróxido de sódio ou guanidina; e para aquelas que querem cabelos lisos, recomendo o tioglicolato de amônia, mas a escolha certa somente um bom profissional pode fazer”, alerta Rodrigo.

Após aplicar o produto de alisamento nos cabelos, é preciso ficar atento para alguns procedimentos que ajudarão na manutenção e impedirão que os fios quebrem ou fiquem ressecados. Mechas ou tintura somente poderão ser feitas mediante aprovação de seu cabeleireiro, que irá analisar a resistência dos fios e, se aprovado, somente após 15 dias do alisamento. Cabelos ressecados e que estão muitos sensibilizados e aqueles pintados com tons muitos claros ou com mechas devem evitar o alisamento para que não tenham surpresas desagradáveis.

De acordo com o médico Francisco Le Voci, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional de São Paulo (SBD-SP), pessoas que tenham antecedentes alérgicos importantes a produtos químicos, além daquelas que apresentam algum outro problema nos cabelos e couro cabeludo, como alopecias em geral, inflamações e infecções recorrentes, devem evitar o procedimento. Atualmente, a aplicação dos produtos está acontecendo cada vez mais cedo. O médico faz um alerta: “Devemos esperar que as mudanças que podem ocorrer nos cabelos relacionados a fatores hormonais já estejam mais estabilizadas”, explica.

Anúncios
Esse post foi publicado em Matéria e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s