Nany People

De corpo e alma

Por Ana Maria de Jesus

Inteligente, humana, educada e engraçada. Essas são algumas das inúmeras qualidades de Nany People. Com alegria contagiante, essa mineira descobriu cedo o que queria fazer profissionalmente de sua vida. Aos 10 anos de idade já estudava teatro em Minas Gerais. Talentosa e dedicada, Nany fez várias apresentações no programa do saudoso Chacrinha. “Posso dizer que, naquela época, eu era a Maísa de calças”, brinca ao se referir à apresentadora infantil do SBT. A comediante diz que a sua grande escola foi o teatro; ela atuou por 10 anos no Teatro Paiol, sendo dois deles interpretando Macunaíma.

Uma das maiores curiosidades dos fãs é sobre como a comediante escolheu o seu nome artístico. Ela explica que o nome foi escolhido em 1982, aos 17 anos, em Poços de Caldas e explica: “Nany veio da modelo Nani Venâncio, que, na época, fazia a novela Pantanal e fotografou para a revista Playboy. E People foram os amigos que colocaram, pois todos diziam que eu era bastante popular e do povo. Juntei tudo e ficou Nany People”.

O impulso à carreira deu-se em 1993. “Quando estava em São Paulo, fui chamada para fazer uma enquete em uma boate e, de lá para cá, comecei a ficar conhecida pelo meu trabalho. Eu fui descoberta por um grande produtor e acabei virando estrela no local”, relembra a comediante. Nesse mesmo ano, Goulart de Andrade a convidou para participar do Comando da Madrugada e, desde então, não parou mais de fazer sucesso. Em seu vasto currículo, também estão trabalhos no programa da Hebe Camargo, no A Praça é Nossa e o reality A Fazenda. “Mesmo quando passei a trabalhar em televisão, em nenhum momento eu larguei o teatro, que é o meu grande point  e a grande paixão da minha vida”, conta.

Assim como muitos, Nany também enfrentou dificuldades no começo de sua carreira, mas diz que nunca sofreu preconceito. “Dificuldades na  carreira todo mundo tem, mas é preciso superá-las para que os sonhos possam ser realizados. Certa vez eu disse a uma amiga que se eu fosse uma mulher bonita, com grandes atributos, e todos originais de fábrica, eu já estaria milionária, pois teria fotografado várias vezes para revistas masculinas. Recebi a seguinte resposta: Não, meu bem. De original de fábrica o mundo está cheio e o seu sucesso é porque, além de talentosa, também é persistente, e este é o seu diferencial”, conta.

Humor

Não é fácil fazer rir e essa tarefa torna-se ainda mais difícil quando é feita na forma de stand up, pois não se pode utilizar o apoio de personagens. Nany foi bastante questionada, pois algumas pessoas dizem que ela é uma personagem. “Eu não sou uma personagem, sou do tipo que quando vou à padaria passo até gloss, porque a gente nunca sabe a cara do padeiro. Aprendi com a minha mãe a dormir de batom; vai que o prédio pega fogo e o bombeiro é gatinho. Bombeiro, mangueira, batom, chupeta… olha eu bancando a louca!”, brinca a comediante, e acrescenta: “Tudo na vida é produção. Aos 40 anos, descobre-se que não é preciso levar as coisas a ferro e fogo. É preciso se divertir e fazer para as pessoas o que gostariam que fizessem para você. Quando se faz o mal, também recebe-se o mal. E isso eu vejo day by day”.

Nany costuma dizer que para se sobressair na profissão, seja ela qual for, é preciso talento e persistência. “Todos nós temos direito aos nossos dois milhões”, diz em alusão a quem vence o reality show A Fazenda. Mas alerta que não devemos, e nem podemos, nos tornar escravos do dinheiro; ele é importante, mas não deve ser o grande objetivo da vida. Nany relembra uma triste passagem da sua vida: “A minha mãe teve um câncer e morreu um mês e meio após a descoberta da doença. Não deu tempo nem de acudir e, sem dúvida, esse foi o maior exemplo de que o dinheiro não resolve tudo. Todo o dinheiro do mundo não tem sentido se não temos saúde e paz”, diz, emocionada pela lembrança da mãe.

A Fazenda

Em 2010, Nany People resolveu dar um passo inédito na sua carreira e participou do reality show A Fazenda, apresentado pela Rede Record. Recepcionada pelos outros participantes como uma mãe, a comediante sempre deixou claro que ali era um jogo, mas que nem por isso iria passar por cima dos seus princípios para ganhar o prêmio final, que era de dois milhões de reais.

Muitos consideraram precoce sua saída do programa, e ela acha que a sua sinceridade contribuiu para isso. “Sou muito transparente e se preciso dizer alguma coisa não costumo mandar recado, eu falo diretamente para a pessoa. As pessoas mais diretas saíram logo, ou seja, eu, a Monique Evans e o Sérgio Malandro”, conta. “No programa, a vaca louca saiu logo e ficaram somente os bois sonsos”, relata bem-humorada. Outro fator que acredita que tenha contribuído para sua eliminação foi o fato de as pessoas acharem que, por ela ser uma das mais conhecidas da casa, não precisava do prêmio. “A decisão de quem fica e de quem sai é do povo e muitos acharam que, por eu ser conhecida, já era milionária, o que não é verdade”, explica.

Sempre com ótimas tiradas, a comediante diz ter ficado um pouco triste devido às atitudes de algumas pessoas, no confinamento, que queriam o prêmio a qualquer custo. E lembra que também não é nada fácil ficar em um local com 15 pessoas que você nunca viu na vida e ter que conviver harmoniosamente. Com tantas personalidades diferentes, era natural que ocorressem discussões. “Eu não suporto gente que manipula e que não tem moral, e sei que acabo até sendo piegas por falar essas coisas. Também sei que acabo sendo odiada por alguns por não ter papas na língua, pois se tenho que falar algo, falo na cara e não mando recados”.

Nany diz que o programa trouxe boas recordações da sua vida, já que ela também viveu boa parte da sua vida no meio rural. “Lá dentro cheguei a seguinte conclusão: eu saí do interior, mas o interior não saiu de mim. Todo aquele universo de cortar lenha, de animais e até a questão do dia a dia da cozinha já foi vivido por mim”, relembra.

Sempre bem-humorada, a comediante diz que as pessoas só observam a Nany bem sucedida, e revela: “Demorou uns 10 anos para que o abracadabra acontecesse na minha vida. Levou tempo para eu descobrir que a beleza dos 20 vem de graça, dos 30 corre-se atrás e a dos 40 compra-se… e eu paguei por tudo isso”, conta, aos risos. Pode-se dizer que a participação no reality só fez bem para ela, porque o carinho do público só aumentou.

Risorama

O Risorama, como muito bem define Nany, é uma cria de muito sucesso do Festival de Teatro de Curitiba. No projeto, desde a sua primeira edição em 2004, ela revela que o espetáculo mostrou a importância da Comedy Club no Brasil. Segundo a comediante, esse foi o primeiro projeto de humor levado a sério no País; começou pequenininho e hoje é essa grande estrutura que todos conhecem. “Posso dizer que eu sou uma Ivete Sangalo, uma Madonna do Festival”, brinca e acrescenta: “O Risorama é a cria do Festival de Curitiba que já começa com a bilheteria ganha”. Fazer teatro não é uma coisa fácil, os profissionais enfrentam uma luta diária. “Eu faço teatro há 35 anos e posso dizer que é um bordado bastante trabalhoso”, esclarece.

Então…deu no que deu

Atualmente, Nany está em cartaz com o show “Então…deu no que deu”. “O solo é uma decupagem que eu faço da minha trajetória artística da capital para o interior e das situações pelas quais passei para chegar até aqui”, conta.

A peça satiriza situações do cotidiano, bem como as diferenças e acertos do universo feminino e masculino com a interação da plateia, que é a grande marca registrada da atriz. A comediante dá uma aula de como encarar a vida de maneira positiva e altruísta. “A vida é como um boomerangue, que você joga e depois recebe de novo. Portanto, é preciso fazer com respeito, fazer o que se gosta e se divertir com o que se faz, sempre respeitando o próximo”, finaliza.

Esse post foi publicado em Matéria e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s